Vereador Albino é expulso do partido

O PSB de Jundiaí e do Estado, decidiu expulsar o vereador Antônio Carlos Albino, que se envolveu em polêmica por causa de comentário para os moradores do Parque Eloy Chaves tomarem cuidado com estranhos tirando fotos de seus imóveis. Ele se referia ao jovem “Gabriel”, que virou destaque na Imprensa em todo o País, de suposto caso de racismo.

O vereador não perde o mandato na Câmara de Jundiaí. Apenas fica sem partido.

Veja abaixo a nota do partido. Albino se defende e disse que estava apenas fazendo um alerta para moradores.

NOTA DO PARTIDO SOCIALISTA BRASILEIRO
PSB – JUNDIAÍ – SÃO PAULO
O Partido Socialista Brasileiro, PSB, fundado há 72 anos, no Rio de Janeiro, defende os
direitos humanos consagrados na Carta das Nações Unidas e no seu Estatuto Programa,
destacando as liberdades básicas consideradas fundamentais para a humanidade.
Tais direitos devem ser garantidos, sem qualquer tipo de discriminação, a todo
cidadão, seja ele de qualquer parte do mundo, independendo de sua cor, de religião, de
nacionalidade, de gênero, de orientações sexual e política.
Por defender esses princípios é que o Partido Socialista Brasileiro de Jundiaí, em
função das matérias veiculadas pelos jornais “Folha de S. Paulo”, edição n. 33 063 e “Jornal de
Jundiaí”, edição n. 17 862, reuniu a Executiva Municipal do PSB para analisar e discutir o
ocorrido que envolveu o vereador Antônio Carlos Albino num suposto caso de racismo.
A Executiva decidiu, então, por unanimidade dos membros da Executiva, pela
expulsão do vereador.
Esse resultado foi submetido à apreciação do Diretório Municipal do Partido Socialista
Brasileiro que, também por unanimidade, homologou a decisão da Executiva.
Sendo assim, a partir desta data, 22 de outubro de 2019, o vereador Antônio Carlos
Albino não mais pertence às fileiras do PSB Jundiaí, SP.

Diretório Municipal do Partido Socialista Brasileiro
Executiva Municipal do Partido Socialista Brasileiro