Voluntárias ensinam pacientes a fazer turbantes

A equipe do Instituto de Oncologia Marcello Fanelli realizou na tarde desta segunda-feira (21), uma oficina de turbante para acompanhantes e pacientes oncológicas da Quimioterapia do Hospital São Vicente de Paulo. A ação faz parte da campanha “Outubro Rosa”, responsável pela conscientização e prevenção do câncer de mama.

As voluntárias da organização Onyx Jamaican Preta Eu ensinaram várias técnicas de amarração do turbante, além de mostrarem que é possível fazer um lenço com uma camiseta antiga ou um batom com sombra e hidratante labial. A iniciativa tem como objetivo restaurar a autoestima da mulher e mostrar que é possível fazer uso dos adereços com pouco investimento.

“Nós promovemos diversos eventos voltados ao empoderamento da mulher e este é o segundo ano em que temos a oportunidade de atuar na campanha “Outubro Rosa”. A iniciativa surgiu por meio de um caso da doença que tive na família. Fiquei muito sensibilizada e como já fazíamos as oficinas decidimos iniciar as ações voltadas à causa”, explica a representante da Preta Eu, Silvia Donizeti Marcelino.

A paciente Marcela Lilian Fernandes, de 38 anos, conta que descobriu o câncer de mama durante um procedimento estético. “A profissional sentiu que a região dos seios estava enrijecida e me orientou a procurar um médico. Não tinha costume de fazer o auto-exame e nunca imaginei que isso fosse acontecer comigo, sendo tão jovem. Confesso que surtei e foi muito difícil. Com o tempo fui me acalmando e estou em tratamento na quimioterapia desde janeiro deste ano. Eu adorei a oficina e o ato me ajuda bastante no processo de aceitação”.

Nesta terça-feira (22), a oficina de turbantes continua, desta vez com a professora Letícia, das 14h às 16h30. Pacientes e acompanhantes que tiverem interesse em participar, é só comparecer à sala de espera da Quimioterapia.