Presa em Jundiaí uma das maiores estelionatárias do País

A maior estelionatária do País, a comerciante Adriana Maria de Oliveira Furtado, de 51 anos, foi presa nesta quarta-feira, dia 16, na Vila Rami, em Jundiaí. Ela que tinha como último endereço o Parque do Taquaral, em Campinas, era procurada da Justiça por centenas de golpes. Ela agia junto com o marido e tentou comprar um Volvo em uma loja de carros da rua João Ferrara.

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí pede para quem reconhecer a mulher de outros golpes na cidade e na região, que procure os policiais.

Adriana era procurada no Sul do País, depois de ter aplicado golpe em uma agência bancária de R$ 1 milhão. Segundo declarações da mulher, ela chegava nas agências bancárias e perguntava para os caixas se tinha chegado o seu talão de cheques ou cartão em nome de “Maria Aparecida”. Os próprios funcionários do banco “completavam o nome” e ela confirmava. Os bancários não se preocupavam em pedir os documentos dela e foi fácil.

A acusada foi encaminhada para a Cadeia Feminina da cidade de Itupeva, onde vai aguardar decisão da Justiça.

Adriana disse à Polícia que começou a praticar estelionato desde os 18 anos e sua primeira vítima foi a irmã, de quem furtou talão de cheques para comprar um vestido de noiva.

 

SORTEIO