Escola Inovadora já ofereceu 63 oficinas de formação

A formação constante é a busca dos educadores e esse é um dos eixos do Programa Escola Inovadora, implementado pela Prefeitura de Jundiaí, na gestão do Prefeito Luiz Fernando Machado. Desde 2017 até o mês de setembro deste ano foram oferecidas 63 oficinas de capacitação e formação aberta a todos os educadores e profissionais da Unidade de Gestão de Educação (UGE). Para o próximo ano, já está sendo preparada mais uma edição da Semana de Atualização Pedagógica (SAP), além de mais atividades que agreguem conhecimento e inovação na prestação do atendimento às crianças de Jundiaí.

“Nossas crianças são o futuro da cidade. A Escola Inovadora proporciona, no eixo de formação, um amplo leque de possibilidades em todas as áreas, inclusive educação emocional – que está intrínseca em todos as áreas de conhecimento. Temos trabalhado muito para avançar neste item, para o próximo ano, com a SAP, trazendo mais assuntos de importância, que possam agregar ainda mais qualidade à nossa Educação, que já é destaque”, explica a gestora Vasti Ferrari Marques.

A formação híbrida, com o Google For Education, por exemplo, implementada neste ano, amplia o acesso aos educadores, que são todos os servidores das unidades de Educação. A gestora ainda ressalta que a própria II Feira Científico-Cultural, realizada em agosto, mostrou o quanto as nossas escolas avançaram no conceito de inovação e o quanto refletiram no material alternativo não estruturado,a possibilidade de organização de conteúdo a partir deste material”, detalha. Somente no FabLab, 700 educadores passaram por formação neste ano.

De acordo com a professora Mariana Sgarbiero, que participa de duas formações simultâneas, (Produção de Texto e Matemática, para professores de 5º do Fundamental), Jundiaí oferece oportunidades para o desenvolvimento e aprimoramento do conhecimento. “Nós, a partir das formações, temos a possibilidade de contato com profissionais altamente qualificados, pesquisadores, professores, que também estão em sala de aula, proporcionam novos horizontes, para repensar a didática. A Matemática, por exemplo, precisa de novas ferramentas, estímulos para os alunos. Todas as formações são extremamente ricas e produtivas”, explica, ressaltando que, tudo o que vem sendo aprendido nas capacitações, já está sendo aplicado em sala de aula e o resultado será visto com a formação das crianças.