Estudantes aprendem direitos do consumidor

A situação econômica está muito difícil para Chapeuzinho Vermelho e sua mãe… A coisa vai de mal a pior na tradicional confeitaria “Pela estrada afora”: os doces não têm preço à mostra, estão fora do prazo de validade, os produtos são ruins … e os consumidores estão reclamando! Com esse enredo lúdico, a peça teatral “Chapeuzinho No Vermelho” foi apresentada a cerca de 680 crianças de oito EMEBs nesta quinta-feira (10) no Teatro Polytheama, em uma iniciativa do Procon Jundiaí.

A peça, encenada pela Cia. Gatos Gordos, usou a situação difícil do comércio da Chapeuzinho para enfocar temas como direitos do consumidor, prazo para troca de produtos com defeito e prazos não cumpridos pelo vendedor – tudo entre muitas risadas. A narrativa, conduzida pela personagem Fada Madrinha, termina com Chapeuzinho cumprindo o Código de Defesa do Consumidor e finalmente botando as finanças em ordem.

Uma das EMEBs participantes, a Prof. João Luiz de Campos, no Jardim Florestal, levou três turmas ao teatro. Murilo Baggini da Silva, Kauê Cordeiro de Souza e Giovanna Moraes de Andrade se divertiram com a história, cada um a seu modo: Murilo e Kauê gostaram do comércio bagunçado da protagonista, mas Giovanna focou nos resultados: “Gostei mesmo quando a Chapeuzinho saiu do vermelho”, disse.

Segundo o chefe do Procon Jundiaí, Adilton Garcia, a apresentação foi alusiva ao Dia das Crianças, no próximo sábado, mas também teve como objetivo principal a disseminação das informações. “O objetivo é que os estudantes levem o que aprenderam para casa, pois aqui pudemos apresentar informações sobre relações de consumo de forma simples e lúdica”, afirmou.