Polícia e CPFL combatem os “gatos”

A CPFL Piratininga, distribuidora que atende 1,8 milhão de clientes em 27 municípios no litoral e interior paulista, realizou nesta quarta-feira (09) uma operação de combate a fraudes e furtos de energia, os famosos “gatos”, em 13 cidades de sua área de atuação. Em parceria com a Polícia Civil, a empresa inspecionou 20 unidades consumidoras que pertencem a uma grande rede de comercialização de salgados e alimentos.

Nos locais, a companhia encontrou ao todo 20 irregularidades. Durante a ação, foi registrado flagrante e 1 pessoa foi conduzida à delegacia na cidade de Salto.

As ocorrências foram localizadas em Alumínio, Campo Limpo Paulista, Indaiatuba, Iperó, Itupeva, Jundiaí, Louveira, Mairinque, Salto, São Roque, Sorocaba, Várzea Paulista e Vinhedo. Segue abaixo detalhamento dos resultados da operação em cada município:

Cidade

Inspeções

Ocorrências

Conduções

Alumínio

1

1

0

Campo Limpo Paulista

1

1

0

Indaiatuba

1

0

0

Iperó

1

1

0

Itupeva

2

2

0

Jundiaí

1

0

0

Louveira

2

2

0

Mairinque

2

0

0

Salto

2

2

1

São Roque

1

1

0

Sorocaba

3

1

0

Várzea Paulista

2

1

0

Vinhedo

1

0

0

TOTAL

20

12

1

 

A operação tem como objetivo coibir a prática, que causa o encarecimento das tarifas para todos os clientes da distribuidora, pioram a qualidade do fornecimento de energia e colocam em risco a vida da população, além de encarecer as tarifas para todos os clientes da distribuidora.

Prejuízos do crime. As fraudes e furtos de energia são crimes previstos no Código Penal, e a pena pode variar de um a quatro anos de detenção. São cobrados ainda dos fraudadores os valores das tarifas referentes a todo o período em que ocorreu o roubo, acrescidos de multa.

Quem quiser denunciar o furto de energia pode enviar pelo site www.cpfl.com.br/fraude, ou pelo e-mail [email protected].