EMEB inova com oficina de alimentação saudável

A obra dos Irmãos Grimm, ‘João e Maria’, em que as crianças encontram a casa de uma feiticeira recheada de doces e passam a ser reféns da mulher, que os alimenta com muito açúcar com o objetivo de os engordar, serviu para os alunos da Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Haydee Dumangin Mojola, na Vila Hortolândia, aprenderem sobre alimentação saudável, assunto que faz parte do Programa Escola Inovadora da Prefeitura de Jundiaí e é aplicada na prática com as crianças, em oficinas de preparo das receitas. Em comemoração à Semana da Crianças, os alunos da unidade elaboraram ‘cajuzinhos funcionais’ com amendoim, macadâmia, aveia, cacau sem açúcar, tâmaras e melado de cana, ingredientes ricos em nutrientes benéficos à saúde.

“Eu adoro doces, mas o açúcar não faz bem para a saúde. Estou aprendendo a fazer esse docinho com amendoim, que tem cheiro e sabor de brigadeiro. Gostei bastante e vou falar para fazer em casa também”, explica Luna Ribas de Lima, aluna do Grupo 5, da Educação Infantil.

Pietro Domingues é um fanático por chocolate. “Gosto de brigadeiro, sorvete de chocolate, bolo de chocolate, tudo que tem chocolate. Esse doce tem cheiro de brigadeiro e eu fiz o docinho que comi. Foi muito gostoso”, comenta o menino, também do Grupo 5 da unidade.

Mais interessada nos nutrientes, Gabriela Fernanda Custódio, interpretou a ‘Maria’, na encenação realizada antes da oficina. “Os ingredientes fazem bem para a saúde. Tem amendoim, aveia e cacau que é bom para a memória. E não tem açúcar branco, que engorda”, conta a menina, que ficou animada com a possibilidade de fazer o doce em casa, já que a receita será encaminhada na agenda das crianças.

Segundo a diretora da EMEB, Jussara Nascimento de Oliveira, as oficinas de alimentação saudável são realizadas periodicamente da unidade. “Desta vez, por ser Semana da Criança, a atividade foi elaborada com um docinho saudável. Na semana passada, as crianças também realizaram uma oficina de salada de frutas. Com o envolvimento na produção, as crianças aprendem e replicam as informações em casa e disseminam a importância da alimentação com menos açúcar e mais saudável”, detalha.

A oficina foi elaborada durante a aula de Educação Física das crianças e orientada pela professora Thais Guerreiro Mondo. “Integrante do Programa Escola Inovadora, a alimentação saudável faz parte do cotidiano escolar dos alunos e são replicados fora do ambiente escolar. O cacau, por exemplo, usado na receita, é o mesmo que já é servido para as crianças, sem adição de açúcar. Já o melado e a tâmara, além de adoçar, acrescentam ferro, potássio, vitaminas e são antioxidantes”, explica.