Caminhada reúne 200 pessoas para conscientizar sobre paralisia

A caminhada realizada neste domingo (6) sobre o Dia Mundial de Conscientização da Paralisia Cerebral reuniu cerca de 200 pessoas na Av. 9 de Julho. Organizada pela clínica Pediatherapies, que atende crianças com paralisia cerebral, a iniciativa partiu de uma conversa com Ana Paula Brunetti, que tem um filho de 7 anos, e é atendido na clínica.

“O Brasil precisa de mais ações para discutir a Paralisia Cerebral. Ainda existem muitas dúvidas. Eu pesquiso muito sobre a Paralisia, já que acompanho o tratamento do meu filho. Fico feliz que, aos poucos, estamos avançando, e de saber que existem muitas pessoas dispostas a ajudar”, ressalta Ana Paula.

Neste domingo, mais de 64 países se uniram em torno do Dia Mundial da Paralisia Cerebral, data que foi instituída por pessoas com essa condição, familiares e organizações que lhes oferecem suporte em todo o mundo. Através do slogan “Estamos Aqui”, os países buscam dar visibilidade às pessoas com paralisia cerebral, lutando pelos seus direitos e pela conquista de espaço na sociedade.

No Brasil, o movimento é coordenado pela ONG Nossa Casa (Campinas), primeira plataforma nacional destinada a traduzir o conhecimento científico sobre a Paralisia Cerebral e o AVC Infantil, ofertando informação de qualidade e acessível a todos. Esse é o segundo ano consecutivo que o Brasil participa do movimento.

A Paralisia Cerebral é a deficiência física mais comum na infância e, também, uma das menos compreendidas ainda. Hoje, existem mais de 17 milhões de pessoas no mundo com essa condição e aproximadamente 350 milhões de familiares, amigos e apoiadores que estão envolvidos em seu apoio e suporte.