Pichadores atacam monumentos de Jundiaí

O Centro histórico de Jundiaí está sob ataque de pichadores. A cada manhã os comerciantes da cidade presenciam um prédio ou monumento com atos de vandalismo.

Os marginais estão se aproveitando das madrugadas para pichar a Catedral, as paredes do Museu Histórico e Cultural Barão de Jundiaí (construído há mais de 150 anos) e as “Caravelas” (monumento do Descobrimento do Brasil).

Em 2017 a Polícia Civil havia identificado um dos pichadores, de 22 anos, que também pichou os três monumentos. Ele fazia parte de um grupo de pichadores que ostentava nas redes sociais as imagens dos imóveis vandalizados.

Recentemente vigilantes prenderam dois pichadores com dezenas de latas de spray. Eles negaram que fossem fazer pichação em um muro da avenida 14 de Dezembro, na Vila Rami. O caso foi parar na Delegacia Seccional de Polícia Civil.

A Prefeitura de Jundiaí fez uma lei que estabelece multas pesadas para os pichadores.

Os comerciantes dizem que suas lojas também são pichadas e acabam gastando muito com a manutenção. Nada escapa dos marginais que agem de madrugada.

 

A Catedral Nossa Senhora do Desterro ou Catedral Diocesana de Jundiaí foi construída no ano de 1651

Fotos: RS Notícias