Clínica veterinária é interditada

A Clínica Veterinária Salva Pet foi interditada pela Prefeitura de Campo Limpo Paulista por falta de alvará. Clientes ficaram revoltados porque os serviços eram com preços populares, abaixo do mercado.

Funcionários alegaram que animais em recuperação,  pós cirurgia, tiveram de ser devolvidos aos donos e um deles faleceu na remoção.

A Clínica informou nas redes sociais que não conseguiu alvará.

Nota da Prefeitura


A Prefeitura de Campo Limpo Paulista informa, por meio da Secretaria de Obras e Planejamento, que a Clínica Veterinária ‘Salva Pet’ não possuía o alvará de funcionamento. Além disso, também foram encontrados no local, pelo Departamento de Vigilância em Saúde, medicamentos vencidos e outros de uso proibido.

A Secretaria de Obras e Planejamento havia fornecido, em abril de 2019, um período de 30 dias para regularização da clínica. Os responsáveis pelo local pediram prorrogação do prazo, a qual foi concedida pela Prefeitura, mas não foi cumprida a exigência do alvará até o presente momento.”

Resposta da Clínica

A ONG Salva Pet tem como compromisso proporcionar um atendimento de qualidade para a população de baixa renda, sempre visando o bem estar animal.
Cumpre esclarecer que, quando da abertura da ONG Salva Pet em Campo Limpo Paulista, foram seguidos todos os procedimento formais para a obtenção do alvará de funcionamento junto a Prefeitura Municipal.
Ocorre que, no procedimento de certidão de uso e ocupação do solo, ato obrigatório para a obtenção de alvará de funcionamento, o qual é emitido pela própria Prefeitura, a mesma não cumpriu a entrega em tempo hábil, prejudicando assim a legalização da ONG.
Na data de 30/09/2019, sem qualquer prazo ou comunicado, fiscais da vigilância sanitária da cidade, compareceram na clínica, e a interditaram sob a alegação de falta de alvará para funcionamento.
No entanto, todo o procedimento de interdição foi feito com muita truculência, por funcionários sem qualquer identificação.
Resta evidente que, todos os atos ali praticados, não seguiram a legislação municipal.
A ONG Salva Pet repudia os atos realizados pela Prefeitura, sempre se preocupando em ajudar a melhorar a qualidade de vida dos animais carentes.
Att Denilce Nicola
Presidente da associação Salva pet