Segunda etapa de saques do FGTS começa nesta sexta (27)

A segunda etapa do saque imediato de R$ 500, por conta vinculada, do FGTS começa nesta sexta-feira (27), com o pagamento de R$ 5,1 bilhões a 12,3 milhões de trabalhadores. Os beneficiados são os poupadores e correntistas do banco que autorizaram o depósito automático, nascidos nos meses de maio, junho, julho e agosto. Ao todo, neste mês, serão beneficiados mais de 24 milhões de trabalhadores, com a liberação de R$ 10 bilhões. Em outubro, 21,1 milhões de cotistas poderão sacar R$ 8,5 bilhões, segundo dados do Ministério da Economia.

A Caixa informou que a maioria das agências bancárias abrirão duas horas mais cedo para atender aos trabalhadores que farão o saque imediato do FGTS. De acordo com o banco, dependendo da localidade, algumas agências abrirão uma hora mais cedo e fecharão uma hora mais tarde, e outras, que já abrem às 8h da manhã, funcionarão com horário estendido em duas horas. Desta vez, não haverá atendimento no sábado.

O crédito ocorrerá automaticamente nas datas previstas no calendário nas contas poupança da Caixa abertas até 24 de julho, data de edição da MP 889/2019. O trabalhador também pode optar por receber em outras contas da Caixa, nos canais: Internet Banking Caixa, APP FGTS e o site fgts.caixa.gov.br.

Segundo a Caixa, cerca de 33 milhões de pessoas poderão receber o crédito automático em conta poupança. Esse número representa 34% do total de trabalhadores beneficiados. O banco informou que, dependendo da data de aniversário, os correntistas têm até o dia 4 de outubro para solicitar o depósito automático do dinheiro.

De acordo com o calendário de liberação dos recursos, o próximo grupo de cotistas nascidos nos meses de setembro, outubro, novembro e dezembro receberá o dinheiro, via crédito automático, no dia 9 de outubro. Já no dia 18 de outubro, começa o pagamento para trabalhadores que não são clientes da Caixa e nascidos em janeiro. A liberação de recursos vai até 31 de março de 2020. Os primeiros pagamentos foram feitos no dia 13 de setembro a 12 milhões de poupadores e correntistas nascidos entre janeiro e abril.

O saque imediato ou emergencial de FGTS (de R$ 500 por conta) pode resultar em uma liberação de cerca de R$ 28 bilhões para a economia ainda em 2019 e de mais R$ 12 bilhões para 2020. Cerca de 96 milhões de trabalhadores têm direito à retirada dos recursos. Se o trabalhador tiver três contas vinculadas (uma ativa e duas inativas, por exemplo), ele poderá sacar até R$ 1.500, se tiver saldo para isso.

Para consultar o saldo do Fundo de Garantia, o trabalhador pode baixar o aplicativo do FGTS, acessar o site disponibilizado pela Caixa para o saque imediato ou através do internet banking para os correntistas do banco. Além disso, o banco atende através do número 0800 724 2019.

 

Cronograma de saque para não clientes

Quem não é cliente da Caixa deverá seguir o cronograma abaixo para receber os valores do FGTS. Para quem possui cartão e senha do Cartão Cidadão, o saque pode ser feito nos terminais de autoatendimento, independentemente do valor.

Os saques de até R$ 100 também poderão ser feitos em casas lotéricas, mediante a apresentação de um documento de identidade original com foto e do número do CPF. As lotéricas também pagarão valores entre R$ 100 e R$ 500, porém, neste caso específico, com uso do Cartão Cidadão e senha.