Prevenção ao câncer de intestino é tema de evento no Parque da Cidade

Alunos da Faculdade de Medicina de Jundiaí (FMJ), sob a supervisão da professora Josimeire Batista, realizam neste domingo, dia 22, das das 9 às 13 horas, orientações para a população evitar o câncer de intestino. Segundo a médica, ações preventivas evitam complicações causadas pela doença.

Os sintomas mais frequentes do câncer de intestino são: Sangramento nas evacuações, alterações no hábito intestinal, diarreia, dificuldades para evacuar, sensação de evacuação incompleta (como se sempre restassem ainda fezes para ser eliminada), fezes afiladas com catarro (muco) ou sangue, cólicas abdominais etc.

Nas pessoas idosas, o primeiro sinal pode ser apenas anemia.

Cerca de 90% dos casos aparecem após os 50 anos de idade. A maioria são do tipo adenocarcinoma e se originam de pólipos benignos, os adenomas. Portanto, a doença pode ser prevenida,com o diagnóstico e tratamento destes pólipos.

As pessoas devem procurar atendimento médico para prevenção, ainda que não tenham sintomas, a partir dos 50 anos de idade ou mais cedo se tiver casos na família. Caso tenha algum dos sintomas citados anteriormente, deve procurar o médico em qualquer faixa etária.

O câncer de intestino, quando diagnosticado precocemente, apresenta índices de cura de 90 a 95%. É doença com grande possibilidade de tratamento e prevenção.

O mês de setembro foi eleito pela Sociedade Brasileira de Coloprotologia para a campanha de prevenção do câncer colorretal (intestino grosso e reto). Em Jundiaí foi sancionada a Lei de prevenção e conscientização do câncer de intestino ( cólon e reto) – Setembro Verde, e esta será a terceira edição da campanha de prevenção no Parque da Cidade.

Quem quiser receber atendimento gratuito pode comparecer na Praça do Por do Sol neste domingo.