Polícia Civil faz a maior apreensão de cigarros de Jundiaí

A equipe do delegado Ruiter Martins da Silva, do 2º Distrito Policial de Jundiaí, realizou na noite de quarta-feira, dia o4, a maior apreensão de cigarros do ano. A carga, de 30 mil maços, estava em um depósito no bairro do Jardim Tamoio.

De acordo com o investigador Pena, um comerciante da área do 2º Distrito – na Zona Norte de Jundiaí -, recebeu a visita de um vendedor oferecendo cigarros mais baratos, contrabandeados do Paraguai. O vendedor disse que era “distribuidor” e oferecia cigarros mais baratos para bares e mercadinhos.

O policial explicou que o comerciante denunciou o caso na Delegacia.

Os policiais passaram a investigar, tentando localizar a origem.

Após muito trabalho, os investigadores descobriram que o depósito ficava na rua Alfredo Vaz de Campos, no Jardim Tamoio.

O delegado Ruiter determinou a prisão do comerciante responsável pela venda dos cigarros. A carga foi encaminhada para o 2º Distrito Policial onde foi elaborado boletim de ocorrência da apreensão e a prisão do comerciante, que esteve acompanhado de seu advogado.

O delegado explicou que os cigarros contrabandeados do Paraguai estão proibidos de comercialização no Brasil, por determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os produtos “importados” podem fazer mal aos consumidores.

A mercadoria deverá ser incinerada, tão logo o inquérito seja encaminhado para o Fórum de Jundiaí. Depende de uma autorização do juiz criminal que for responsável pelo processo.