DEIC fecha fábrica de drogas sintéticas em Jundiaí

Policiais do Deic (Delegacia Estadual de Investigações Criminais) descobriram um esquema de produção de droga sintética em Jundiaí.

Os laboratórios funcionavam em dois imóveis, sendo um em condomínio de luxo no Medeiros e o outro em chácara distante a 25 quilômetros.

A produção era comandada por um dono de construtora, de 41 anos.

A ação aconteceu no final da manhã desta quinta-feira (29). Nos locais estavam instalados maquinários utilizados em indústrias farmacêuticas na confecção de comprimidos. Também tinha grande estoque de produtos químicos utilizados nas fórmulas.

A ação foi desfechada por policiais da 6ª Delegacia de Patrimônio (Investigações sobre Facções Criminosas). A equipe apurava o funcionamento de um esquema de produção e distribuição de drogas sintéticas, além de depósito de armas.

As informações levaram os policiais até um condomínio de alto padrão no Jardim Teresa Cristina. O alvo foi uma casa de 300 metros quadrados de área construída. O local acabou cercado.

A equipe da 6ª Patrimônio abordou o morador, o dono de construtora, de 41 anos.

Os policiais entraram no imóvel e encontraram os equipamentos e materiais espalhados por todos os cômodos. Inclusive um contava com uma porta-forte.

O empresário admitiu ser o dono de todo o material. Ele revelou a existência de outro local para a produção de drogas sintéticas.

A equipe da 6ª Patrimônio encontrou o segundo laboratório em uma chácara a 25 quilômetros, também em Jundiaí.

Nesse imóvel estava sendo concluída uma obra que aumentaria a capacidade de produção de drogas.

O empresário é dono de uma construtora. Ele não tem passagem pela Justiça.

Apesar do esquema industrial de produção, o empresário afirmou ser autodidata no assunto.

Os policiais também apreenderam uma pistola 9mm e um simulacro de pistola. Além de uma picape Fiat Toro, uma picape Dodge RAM, um Ford Maverick restsurado e um Mercedes-Benz SUV.

Foto: Divulgação – DEIC