Visita técnica encerra Simpósio sobre Patrimônio

O espaço histórico e tombado da Fazenda Ermida foi o local escolhido para o encerramento do 7º Simpósio sobre Patrimônio Histórico Material e Imaterial, realizada pelo Departamento de Patrimônio Histórico (DPH) da Unidade de Gestão de Cultura, em parceria com a Faculdade de Tecnologia – FATEC Jundiaí. As atividades, que foram desenvolvidas ao longo da semana, resultarão em uma Carta de Jundiaí, que auxiliará a nortear as ações de preservação dos patrimônios da cidade.

Aluno do curso de Eventos da FATEC Jundiaí, Fabiano Formagin, aprovou a visita ao espaço, localizado no bairro Ermida, ao pé da Serra do Japi. “A preservação do patrimônio deve ser difundida pela população para que as riquezas que temos não sejam perdidas. A visitação técnica é rica pelas apresentações feitas e as abordagens dos diversos ângulos que fazem parte da história”, detalha.

Para o diretor do Departamento de Patrimônio Histórico, William Roberto Soares Paixão, o trabalho desenvolvido durante a semana foi produtivo. “O Simpósio é o evento mais importante do mês dedicado ao Patrimônio Histórico Material e Imaterial. Desenvolvemos muitas atividades e agregamos pessoas interessadas no tema. Os 30 projetos apresentados na semana – que serão publicados em revista virtual da FATEC – serão base para a elaboração da Carta de Jundiaí, que tem meta apresentar propostas para acelerar a preservação dos patrimônios históricos de Jundiaí”, destaca.

 

Programação

A programação do Mês do Patrimônio no Município prossegue com a palestra “As mulheres nas Cartas de Datas de Jundiaí de 1657”, na próxima segunda-feira (26), às 19h, no Centro Jundiaiense de Cultura (Jorosil). Para além da apresentação das pouco conhecidas Cartas de Data, que versam sobre as doações de terras na vila naquela época, a palestra visa desmistificar o papel da mulher no século 17, demonstrando a existência de manuscritos com pedidos feitos por mulheres e o seu lugar na sociedade na administração e cuidados com os bens da família. A palestrante será Kathlin Morais, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP.

Há 80 vagas para interessados em geral (a partir dos 16 anos), que devem trazer caneta, lápis e borracha. As inscrições podem ser feitas pelo telefone (11) 4586-2472. A programação do Mês do Patrimônio pode ser vista aqui.