Desafio de programação será no final de semana

Voltado para a área de esporte, saúde e qualidade de vida, o desafio de programação ‘Hackweekend’, organizado pela Unidade de Gestão de Esporte e Lazer e Unidade de Gestão de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia será realizado entre os dias 23 e 25 de agosto, no Complexo Esportivo Dr. Nicolino de Luca, o Bolão. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas por endereço eletrônico até quinta-feira (22). Os trabalhos selecionados garantirão uma vaga na Incubadora Tecnológica de Jundiaí.

Segundo o assessor especial da Unidade de Gestão de Esporte e Lazer, Felipe Cunha, o evento está atrelado à importância da inovação, em todos os segmentos. “A administração municipal tem investido, desde os primeiros meses de gestão do Prefeito Luiz Fernando Machado, em tecnologia para a melhoria de oferta de serviços para a população. Estão sendo implantados mais de 300 km de fibra óptica para interligar todos os equipamentos públicos além de ampliação de acesso wifi gratuito para a população. Esta Olimpíada de programação tem por objetivo propor as atividades físicas e esportivas como promotores de um estilo de vida ativo e saudável e também no uso da tecnologia para facilitar a vida da população e solucionar demandas públicas”, argumenta.

Entre os temas que poderão ser propostos para os interessados em participar do evento estão a ampliação do acesso às práticas de atividade física, georreferenciamento, monitoramento entre outros assuntos. Podem se inscrever jovens até 29 anos, formados ou não tecnologia e ciências do esporte. As inscrições podem ser feitas pelo site do evento. No mesmo endereço poderá ser conferida a programação completa.

Os três grupos primeiros colocados terão direito a prêmios wearables (relógios, acelerômetros e monitores cardíacos), livros de empreendedorismo e inovação, além de medalhas e a incubação na Incubadora Tecnológica de Jundiaí. “Os APPs devem ser apresentados para uma banca de análise. Os melhores classificados terão a oportunidade de ‘incubar’ o trabalho e desenvolver outras ferramentas com o apoio da estrutura de co-working da Incubadora do município”, explica.