Família doa órgãos do Valdir

O eletricista mecânico aposentado, Valdir Carrer, de 62 anos, teve morte cerebral no Hospital São Vicente de Paulo, em Jundiaí. A família decidiu, nessa hora de sofrimento, doar todos os órgãos possíveis dele. Neste sábado (17) a Central de Captações de Órgãos foi acionada, para contatar os receptores.

A família explica que o eletricista que trabalhou muitos anos na Pardauto, em Jundiaí, era uma pessoa incrível e gostava de ajudar o próximo. Ele vai fazer o bem para várias pessoas que precisam nos seus últimos momentos.

A família comenta que Valdir, morador do Jardim Florestal, foi “um avô incrível, marido admirável, pai exemplar. Teve uma vida de doação a todos a quem amava, servindo e cuidando até o último momento. Teve um aneurisma cerebral evoluindo para morte cerebral constatada. Como o seu corpo está saudável, nós familiares optamos pela doação de órgãos, pois temos certeza que essa seria a vontade dele. Ajudar o próximo até o último momento. Esse era o ‘Vardi’, homem de coração puro, querido por muitos, paixão dos netos e de toda a família”