Escola Inovadora conta com espaço para amamentação

Entre os requisitos de uma Escola Inovadora, – programa implementado pela Prefeitura de Jundiaí para a qualificação das unidades e ensino de matérias complementares como robótica, informática e línguas inglesa e italiana -, está o estímulo para a aleitamento infantil com o “Espaço da Amamentação”. Montado em 32 Escolas Municipais de Educação Básica (EMEBs), a poltrona confortável, com tapete e até brinquedo para a diversão das crianças, a área faz parte das ações da administração municipal alinhadas com a política nacional da Primeiríssima Infância e direcionadas para o incentivo à amamentação infantil.

“Com a realização da Semana Mundial do Aleitamento Materno e Semana Municipal do Bebê fica em destaque a necessidade do apoio em rede para a promoção da amamentação. Além da informação e da orientação que são oferecidas pelos equipamentos de Saúde, a Educação também estimula a permanência do tempo de oferta do leite materno com os espaços específicos. Por isso, todas as Escolas Inovadoras possuem o espaço montado com carinho para o momento do aleitamento das crianças. O alimento é rico e fundamental para o desenvolvimento cognitivo e também emocional, já que estimula o vínculo entre mãe e filhos”, detalha o Prefeito Luiz Fernando Machado.

A comissária de bordo Ana Paula Pereira de Souza, 31 anos, é mãe de José Pablo, de apenas um ano e dez meses. Ela usa diariamente o “Espaço da Amamentação” da EMEB Waldemir Savoy, no Jardim das Tulipas, que foi a primeira Escola Inovadora de Jundiaí. “A amamentação é uma vitória para mim. O José demorou 21 dias para conseguir mamar. Nesse período eu sofri muito, com dores e com o medo de não conseguir oferecer o leite para o meu filho. Passei pelo Banco de Leite e com a ajuda das profissionais, consegui. É uma vitória para mim. O espaço na escola é fundamental para esse momento, pois ele fica em período integral, e assim que chego para pegá-lo, mamar é a primeira coisa que pede. O espaço oferece conforto e tranquilidade para esse momento tão especial”, conta.

Tamires Silva estuda no EJA e quando precisa levar o filho para as aulas, faz uso do espaço montado para atender as mães e seus filhos

Além das EMEBs, os demais equipamentos da Unidade de Gestão de Educação (UGE) também contam com o espaço específico para o incentivo à amamentação. Aluna da Escola de Jovens e Adultos (EJA), no Complexo Argos, Tamires Regina Flor da Silva, 18 anos, é mãe de dois filhos. Durante a primeira gestação, há três anos, precisou abandonar os estudos. “Agora que meu segundo filho nasceu e está com 4 meses voltei a estudar. Quero completar o ensino fundamental. Com o espaço da amamentação, nos dias que preciso trazer meu filho comigo, tenho como amamentá-lo com tranquilidade”, comenta.

De acordo com a gestora, Vasti Ferrari Marques, a preocupação com o desenvolvimento infantil é a base das ações do Cidade das Crianças. “Jundiaí faz parte da Rede Latino Americana – Cidade das Crianças e isso garante várias políticas de inserção das crianças ao contexto administrativo. A amamentação é um ato de amor, de respeito e de cuidado para com as futuras gerações. Ter uma cidade boa para os pequenos, significa que é boa para todos”, argumenta.