Delegado pede prisão de ambulantes

O delegado da Polícia Civil em Campo Limpo Paulista, Adalberto Ceolin, pediu à Justiça a ordem de prisão contra os ambulantes acusados de tentativa de homicídio contra dois vigilantes da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM).

Segundo o delegado a CPTM forneceu gravações que mostram os agressores primeiro discutindo com funcionários da Bilheteria. Depois eles chamam mais dois homens e partem para as agressões com pedras e paus contra os vigilantes. Um deles compareceu na Delegacia e prestou depoimento. O outro está internado no Hospital São Vicente de Paulo, em Jundiaí, em estado grave.

O delegado Adalberto Ceolin disse que os ambulantes fazem parte de uma quadrilha que comercializa bilhetes falsificados para acesso aos trens e vão responder também por esse crime, além da tentativa de homicídio.

Quem tiver informações sobre os ambulantes, onde moram e onde podem ser encontrados pode ligar no telefone 190 da Polícia Militar ou no Disque Denúncia, o telefone é o 181.

https://www.jr.jor.br/2019/08/06/segurancas-da-cptm-sao-agredidos-por-ambulantes/