Saúde intensifica testes para hepatite em Campo Limpo

A Secretaria de Saúde de Campo Limpo Paulista realiza até o dia 31 a programação especial do ‘Julho Amarelo’, com exames rápidos de hepatite B e C e palestras educativas. O diagnóstico ocorre por exames específicos de amostras de sangue.

Os interessados podem procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima, das 7h às 15h30, de segunda a sexta-feira.  É importante destacar que, após o período da campanha, os testes seguirão sendo realizados rotineiramente nas UBSs.

Além disso, para a prevenção da Hepatite B, há vacinas nas Unidades Básicas para recém-nascidos, crianças, adolescentes e adultos até 49 anos.

A programação de palestras tem como tema principal a prevenção. Dia 24, às 8h, o tema será abordado na UBS Parque Internacional. Já no dia 25, às 8h, é a vez da UBS São José. As atividades serão encerradas no dia 26, no Ambulatório Central, às 8h; e na UBS Pau Arcado, às 13h.

 

Mais

A hepatite é uma inflamação do fígado, que compromete o funcionamento normal do órgão. Pode ser causada por vírus, bactérias, drogas e alguns medicamentos.

As hepatites virais B e C podem ser transmitidas pelo sangue contaminado, relação sexual desprotegida  da mãe portadora do vírus para o filho, principalmente no momento do parto. A hepatite viral é considerada uma Doença Sexualmente Transmissível (DST).

Na maioria dos casos, não existem sintomas específicos e as doenças passam despercebidas. Em alguns casos pode ocorrer fadiga, falta de apetite, febre, enjoo, vômitos, urina escura, pele e olhos amarelados e fezes esbranquiçadas.

 

Prevenção

Para prevenir a hepatite viral B e C é necessário evitar contato direto com o sangue e não compartilhar materiais que podem conter resíduos de sangue como: seringas, agulhas, canudos para aspiração de drogas, escovas de dente, barbeadores, navalhas, lâminas de barbear e alicates de cutículas. Outro ponto importante é usar materiais descartáveis ou esterilizados para realização de piercing e tatuagem. Usar regularmente preservativos masculinos ou femininos durante as relações sexuais também é imprescindível.