Louveira tem queda de 23% no número de queimadas

Segundo os registros da Brigada de Incêndio de Louveira, houve uma redução significativa dos casos de queimadas no primeiro semestre de 2019 em relação ao mesmo período de 2018.

De janeiro a junho de 2018 foram registrados 48 casos, enquanto em 2019 foram 37, representando uma queda de 23% nas ocorrências. Esta melhora se deve a campanhas de conscientização e fiscalização, além do intenso trabalho realizado pela Brigada de Incêndio através da prevenção e combate a incêndio nas áreas verdes da cidade.

Com a diminuição das chuvas no período de estiagem, aumenta a incidência de queimadas registradas na região, causando perda da fauna e da flora local, além de grande risco de atingir casas nas áreas rurais e urbanas.

Criminosos ou acidentais, os incêndios têm exigido a atuação da Brigada de Incêndio, Defesa Civil, Guarda Municipal e Corpo de Bombeiros.

 

A Brigada de Incêndio

Criada em abril de 2014, foi elaborada devido à demanda de fogo nas matas e hoje possui um efetivo total de seis integrantes, sendo um Bombeiro Civil e cinco brigadistas voluntários.

A equipe possui uniformes e equipamentos de proteção individuais apropriados para o combate a incêndios florestais, tais como macacão, capacete balaclava, máscara com filtros especiais e bota de cano longo resistentes a altas temperaturas. A brigada também segue um cronograma anual de treinamentos para que possa atuar de maneira segura, realizando um trabalho efetivo e com índice zero de acidentes em ocorrências.

O combate é feito com o apoio de três caminhões pipa, com capacidades de nove mil, oito mil e quatro mil litros de água, além de uma viatura operacional com tração nas 4 rodas e guincho.

Também são atribuições da Brigada realizar palestras educativas nas escolas rurais em parceria com a Secretaria Municipal de Gestão Ambiental, vistoria nos sistemas de proteção contra incêndio dos prédios públicos, além de dar apoio nas festas e eventos da cidade.

 

Queimada é crime

Atear fogo em terrenos é crime conforme a Lei de Crimes Ambientais, que prevê pena de multa e detenção. Pode ser enquadrado nesse crime quem causar poluição de qualquer natureza em níveis que possam resultar em danos à saúde humana ou que provoquem a mortandade de animais; ou ainda a destruição da flora.

 

Para denunciar incêndios, ligue para:

(19) 3878-1512 (Divisão Municipal de Bombeiros)

(19) 3848-3097 (Defesa Civil)

(19) 3878-9902 (Crimes Ambientais)

153 (Guarda Municipal)

190 (Polícia Militar)

193 (Corpo de Bombeiros)