Danilo Joan corre risco de ser cassado

O prefeito de Cajamar, Danilo Joan, que foi eleito em eleição suplementar neste ano, corre o risco de ter o mandato cassado. A juíza Gina Fonseca Corrêa recebeu denúncia do promotor Reinaldo Iori Neto, que pede a cassação do prefeito e a seu impedimento de disputar novos pleitos pelo período de oito anos, junto com o vice, Moacyr Silva.

O motivo é uma investigação realizada nas Eleições de 2016, quando o então juiz da cidade, Filipe Levada, determinou a suspensão dos direitos políticos de Danilo, por denúncias de uso de Caixa 2, com favorecimento econômico. O processo teve recurso e foi devolvido para a 1ª Instância.

Agora, como Danilo é prefeito, ele corre o risco de perder o mandado e quem assumiria seria o vereador e presidente da Câmara Municipal, Saulo Anderson (PSD), que já assumiu a Prefeitura quando a ex-prefeita Paula Ribas e sua vice Dalete foram cassadas.

Essa seria a 15ª troca de prefeitos no município de Cajamar, se a juíza Gina acolher a denúncia do promotor.