Itatiba recebe qualificação município VerdeAzul

Itatiba recebeu, em cerimônia realizada na cidade de Bauru, o Certificado de Qualificação entregue pelo Município VerdeAzul,programa da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo que, em parceria com os municípios paulistas, trabalha a elaboração e execução de políticas públicas voltadas para o desenvolvimento sustentável.

“Essa marca possibilita agregar valor para os produtos gerados no município. É um símbolo que gera recurso”, explicou o Secretário Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido. “O mundo sustentável abre uma nova oportunidade e vamos buscar a certificação para que essa seja a consciência do nosso Estado”, completou.

A qualificação é a etapa que antecede a certificação que ocorrerá no final do ano. O município encaminha aos técnicos do MVA suas 85 ações subdivididas em 10 diretivas (eixos temáticos) do Programa e, de acordo com a nota alcançada, é qualificado para a certificação.

Itatiba a cada ano tem ascendido no ranking estadual e as expectativas para esse ano são as melhores possíveis. “Subimos da 123ª posição em 2016 para a 17ª em 2017 alcançando a 14ª colocação em 2018, portanto, estamos animados com a possibilidade de alcançarmos posições melhores em 2019. Porém, trata-se de um grande desafio, pois a cada ano os municípios estão mais empenhados na obtenção desta certificação”, disse a Secretária de Meio Ambiente e Agricultura de Itatiba, Engenheira Agrônoma Dorothéa Monteiro. “O ponto fundamental é que, além de elaborar novas ações voltadas para a sustentabilidade, temos conseguido manter de maneira eficaz as ações desenvolvidas no passado o que beneficia diretamente a preservação do meio ambiente”, concluiu.

As dez diretivas onde as ações avaliadas pelo Município VerdeAzul devem estar fundamentadas são: Município Sustentável, Estrutura e Educação Ambiental, Conselho Ambiental, Biodiversidade, Gestão das Águas, Qualidade do Ar, Uso do Solo, Arborização Urbana, Esgoto Tratado e Resíduos Sólidos. Após a certificação, os municípios passam a ter o direito de utilizar a logomarca oficial do programa agregando valor à imagem de qualidade ambiental, contribuindo para enriquecer as transações comerciais de seus produtos sendo um atrativo para novas empresas se instalarem na cidade.