Vereadores rejeitam proibição a rojões em Jundiaí

Vereadores da Câmara Municipal de Jundiaí rejeitaram, na noite desta terça-feira, dia 2, a proposta de proibir rojões com estampidos em Jundiaí.

Mais uma vez os donos das casas de fogos venceram a batalha travada pelos movimento que defendem os animais no município.

O presidente interino da Câmara, Marcelo Gastaldo, explicou que a votação pela continuidade do projeto de lei foi derrubada porque precisava de 13 votos favoráveis. Houve empate em 9 a 9 e projeto teve de ser arquivado.

O vereador Paulo Sérgio Martins, que apresentou o projeto favorável à proibição – junto com Leandro Palmarini e Faouaz Taha -, prometeu reapresentar a proposta no ano que vem. Ele disse que em 2017 havia cinco vereadores apoiando a proibição e hoje já são nove.

O vereador Douglas do Medeiros criticou a funcionária Vânia, da Prefeitura de Jundiaí, que foi defender o projeto e lidera movimentos que defendem os animais.

Ele foi vaiado durante o pronunciamento e ficou bastante irritado.

A lei apresentada na Câmara proibia apenas os fogos de artifícios com estampidos, como ocorre em Campinas e Sorocaba, liberando os coloridos.

Os vereadores que rejeitaram a lei alegaram que ela é inconstitucional.

Rejeitaram a lei:

Arnaldo da Farmácia

Cícero da Saúde

Dika Xique Xique

Douglas do Medeiros

Edicarlos do Vetor Oeste

Márcio Cabeleireiro

Rogério

Romildo do Vetor Oeste

Valdeci Vilar

Aprovaram a proposta:

Albino

Cristiano Lopes

Paulo Sérgio Martins

Faouaz Taha

Gustavo Martinelli

Leandro Palmarini

Rafael Antônucci

Roberto Conde de Andrade