Bando usa bloqueador de alarme em Jundiaí

Os policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí esclareceram mais um caso de bando que utiliza bloqueadores de travas das portas dos carros, desligando os alarmes.

Uma moradora do bairro do Jundiaí-Mirim, de 48 anos, foi com o seu Logan fazer compras na Coopercica da avenida Humberto Cereser. Ao descer do veículo, no estacionamento, ela acionou o alarme do carro.

Enquanto isso, Dijaci Manoel dos Santos, de 28 anos, morador na cidade de Barueri, utilizou um equipamento eletrônico que bloqueou a trava das portas do carro dela.

Djaci se aproveitou de alguns minutos para “revirar” o carro da vítima em busca de objetos de valor e encontrou o telefone celular da marca Samsung.

Quando a mulher retornou sentiu a falta do aparelho de telefone e, viu que o carro estava com as portas destravadas, mas sem arrombamento.

Um policial rodoviário já gravou vídeo mostrando a “facilidade” que os marginais têm em bloquear o acionamento das travas das portas e alarme dos carros. Por isso é importante verificar com as mãos na maçaneta, se a porta está realmente travada.

Investigações

A partir da queixa feita pela cliente da Coopercica no 3º Distrito Policial do bairro da Ponte São João, os policiais da DIG, Gigio, Vanessa e Mário se empenharam em esclarecer o crime.

Eles foram até o supermercado e pediram as imagens das câmeras de monitoramento do estacionamento no intervalo em que a vítima fez compras.

Em seguida, realizaram levantamento de todos os veículos que passaram no supermercado.

Com base nos registros solicitaram apoio para a Guarda Municipal, que cadastrou a placa de um carro dirigido por Dijaci.

Quando o suspeito entrou em Jundiaí houve a abordagem. Ele foi levado até a sede da DIG, no bairro do Anhangabaú.

Os policiais interrogaram o Djaci e ele confirmou que praticou pelo menos seis furtos no interior de veículos na cidade.

Os investigadores da DIG acreditam que há mais vítimas desse delito, que não registraram boletim de ocorrência.

O caso foi encaminhado ao Fórum de Jundiaí. O criminoso vai responder processo em liberdade, porque não foi preso em flagrante.

Neste ano a Polícia Rodoviária prendeu dois criminosos que furtavam notebooks de clientes de postos de combustíveis na Rodovia dos Bandeirantes e, mais um terceiro caso na Rodovia Presidente Tancredo de Almeida Neves.

Faça Boletim 

Os policiais pedem para as vítimas sempre fazerem o boletim de ocorrência na delegacia mais próxima de casa. Assim, quando os criminosos forem presos, será possível realizar as buscas para recuperar os objetos furtados ou roubados.