Programa de Assistência ao Tabagista atende nos bairros

Atendimento de forma multidisciplinar, com apoio psicológico, médico e terapêutico garantem ao Programa de Assistência Intensiva ao Tabagista (PAIT), da Prefeitura de Jundiaí, índice de sucesso contra o uso do tabaco em mais de 80%. O trabalho, que completará 12 anos em agosto, atende de forma descentralizada, com grupos em Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Novas UBSs, além dos atendimentos no Núcleo Integrado de Saúde (NIS) e Complexo Argos.

Sirlei Carmelina de Moura, 65 anos, é filha e neta de tabagistas. Por 30 anos usou o cigarro como uma muleta para a vida. “Se eu estava feliz, fumava. Se estava triste, fumava. Tudo era motivo para isso. Eu vivia em depressão, não tinha vida. Com o atendimento do PAIT, consegui o apoio que eu precisava para conseguir vencer essa doença”, comemora a mulher, que há 11 anos deixou de ser tabagista.

Sirlei participou de um dos grupos descentralizados do programa, realizados em UBSs. “Na época eu morava no Ivoturucaia. Andava dois quilômetros e meio até chegar à UBS para a palestra. Mas não importava. Foi o que me deu força para deixar o cigarro. Sempre que percebia que estava perdendo o ânimo, ia participar de grupos do PAIT que não eram no meu bairro. Foi fundamental para a minha vitória”, explica. A ex-fumante foi apreciar a peça “Ainda”, apresentada na segunda-feira (24), no Teatro Polytheama, pela Semana Municipal de Reflexão sobre Drogas.

Segundo o coordenador do PAIT, Carlos Costa, o atendimento multidisciplinar é realizado em todos os grupos, inclusive os descentralizados. Na segunda-feira, 1º de julho, terá início nova turma na UBS Ivoturucaia, às 14h. “Atualmente estão em andamento grupos na UBS Eloy Chaves, Corrupira e Nova UBS Maringá, além dos grupos permanentes do NIS e Complexo Argos. Já realizamos grupos na Nova UBS Tulipas, Corrupira entre outras. Nos próximos meses a expectativa é ampliar o atendimento em outras regiões, inclusive na Clínica da Família”, explica.

Na UBS Corrupira e na Nova UBS Maringá o atendimento é feito com equipe própria, com grupos constantes. Já nos espaços do NIS e Complexo Argos, os grupos realizados semanalmente às terças e quartas-feiras, às 14h, no NIS, e, às segundas-feira às 18h no Complexo Argos.