Centro de Referência do Idoso se aproxima da população

Atendendo à proposta de descentralização dos serviços à população, a Unidade de Gestão de Assistência e Desenvolvimento Social deu início ao Criju Itinerante, levando aos bairros oficinas como as desenvolvidas no Centro de Referência do Idoso (Criju). As opções de atividades e a escolha dos locais contaram com as indicações do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa e, para participar, basta que a pessoa tenha mais de 60 anos, compareça ao local e converse com o professor responsável pela atividade.

Com programação ainda em expansão, atualmente são desenvolvidas as oficinas de Dança Cigana e de Maracatu. De Dança Cigana, as oficinas são realizadas às segundas-feiras, das 16h às 17h30, na Associação de Moradores (AMO) do Eloy Chaves (rua Nancy Carlotta Neto, 157); às terças-feiras, das 8h às 9h30, no Parque Jardim do Lago Antônio Garcia Machado (rua José Pedro de Oliveira, s/n) e, das 8h às 9h30, no Complexo Esportivo Francisco Dal Santo (rua Cica, 1.345, Vila Rami). Já as oficinas de Maracatu são realizadas às quintas-feiras, das 8h às 9h30, no Complexo Esportivo Nilo Avelino Macedo (rua Luís de Camargo Duarte Júnior, 163, Jardim Esplanada).

As aulas de Dança Cigana no Eloy Chaves começaram nessa segunda-feira (24). Além do exercício e movimentos com saias, as alunas aprenderam com a professora Evânia Jacobino técnicas de respiração, alongamento e ritmo. Para a Elaine Godoy, que é presidente da AMO e irá participar das aulas, “atividades desse tipo são uma oportunidade para que os idosos fortaleçam sua convivência não só com os demais idosos, mas também com a comunidade”.

Além das atividades, para o segundo semestre estão também programadas a realização do tradicional Baile do Criju em locais e datas ainda a serem definidas.

 

Mais atividades para os idosos

Os interessados em participar também de atividades no Criju, que fica na avenida Dr. Cavalcanti, 396, Vila Arens, e do Centro de Convivência do Idoso (CCI), que fica na avenida Alexandre Ludke, 780, Cidade Administrativa, devem ter mais de 60 anos, residir em Jundiaí e, para a inscrição, devem ir pessoalmente ao equipamento munidos de CPF, RG, duas fotos 3×4 recentes, comprovante de residência, carteirinha da Unidade Básica de Saúde (UBS) e, se tiver, também o número do NIS (emitido pelo Cadastro Único). Mais informações e horários de realizações das oficinas podem ser obtidos pelos telefones (11) 4587-4664 e 4521-6984.