Justiça solta peruano que agiu como “Don Juan”

A Justiça de Jundiaí soltou o peruano Wilfredo Manuel Beltran Ramirez, de 68 anos, que agiu como verdadeiro “Don Juan”, aplicando golpes contra mulheres aposentadas ou viúvas na região. Ele foi preso no dia 3 de junho pelos policiais da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) e vai responder processo em liberdade.

Wilfredo adotava vários nomes. No site de relacionamento “Par Perfeito” era o “Manolo” ou “Manoelito”.

Ele foi preso depois de ter aplicado golpe em uma aposentada da cidade de Itatiba. A mulher, de 63 anos, passou a ter relacionamento pela Internet. Conheceu ele pessoalmente, tomaram vinho e a partir daí ela foi furtada, roubada, ameaçada e obrigada a entregar mais de R$ 30 mil em dinheiro, entre saques da conta corrente e empréstimos.

Uma outra vítima da Capital o reconheceu depois de várias reportagens pela TV.

Wilfredo casou com cinco mulheres em diferentes países.

Segundo sites de notícias internacionais, que os policiais tiveram acesso, desde 2010 ele aplicou golpes nos países do Peru, Equador, Colômbia, Panamá e Venezuela.

O processo do crime de extorsão contra a aposentada de Itatiba continuará no Fórum de Jundiaí, para que ele responda em liberdade.