Jundiaí vacina 13,2 mil pessoas contra gripe em três dias

Das 20 mil doses de vacinas contra a influenza disponíveis para a imunização da população em geral em Jundiaí, após a liberação da aplicação para todos os interessados, 13,2 mil pessoas buscaram pelo atendimento entre os dias 3 e 5 de junho. Os demais grupos, no entanto, tiveram acréscimo de 4,6 mil doses, sendo apenas os idosos superando a meta de 90% de imunização. Os demais grupos continuam com os percentuais abaixo do preconizado pelo Ministério da Saúde. As vacinas continuarão disponíveis enquanto durarem os estoques, já que não houve sinalização do governo federal para o reabastecimento.

Segundo balanço da VE, entre 3 e 5 de junho foram aplicadas 13,2 mil pessoas do público em geral. Entre os públicos priorizados mais 4,6 mil doses foram aplicadas, ampliando a imunização de 77,7 mil pessoas para 82,3 mil pessoas (crianças entre seis meses e menores de 6 anos, gestantes, idosos acima de 60 anos e profissionais da saúde) perfazendo mais de 86,7% da meta, que era de 95 mil pessoas. Entre o período de 10 de abril a 5 de junho, foram imunizadas 20,232 crianças (76,4% dos 26 mil), 2,969 gestantes (67,9% de 4,373), 824 puérperas (114,6% de 719), 11,2 mil trabalhadores em saúde (86,2% de 13 mil) e 47,151 idosos (93,33% de 50,329).

O movimento foi intenso em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Clínica da Família e Novas UBSs, equipamentos de Atenção Básica da Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS). “Foram feitas disponibilizações de doses conforme a necessidade. Algumas UBSs chegaram a aplicar mais de 700 doses por dia. É importante que as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários que, por algum motivo, não puderam comparecer para a vacinação no período anterior, busquem o atendimento. As crianças entre seis meses e menores de seis anos, gestantes, puérperas e idosos são os públicos mais vulneráveis para o desenvolvimento dos casos graves”, argumenta a enfermeira da Vigilância Epidemiológica (VE) Maria do Carmo Possidente.

A enfermeira explica que não há previsão de mais remessas de vacinas contra gripe para a cidade. O atendimento é realizado em todos os equipamentos da Atenção Básica, durante o horário de funcionamento.