H.U. é referência em partos para pacientes de outras cidades

O Hospital Universitário (H.U.), mantido pela Prefeitura de Jundiaí, se tornou em referência para partos de pacientes de outras cidades.

De acordo com relatório divulgado pelo Hospital Universitário, 18,5% são de mulheres não residentes no Município.

Em 2018, quando 3686 mulheres (cerca de 307, por mês) deram à luz no hospital, 682 eram de Municípios como Várzea Paulista, Cabreúva, Campo Limpo Paulista, Itatiba, Itupeva, Jarinu, Louveira, Morungaba e outros.

Mesmo diante do cenário crítico para a saúde nacional, o HU é referência no atendimento materno-infantil com foco em gestação de alto risco para uma população estimada em 760 mil habitantes, que compreende moradores de Jundiaí e outras cidades da região.

Várzea Paulista é a cidade que mais é representada pelas suas mulheres, com 223, seguida de Campo Limpo com 104, Louveira com 83, Itupeva com 70, Cabreúva com 69 e Jarinu com 68 partos no ano. Cajamar, Francisco Morato, Franco da Rocha, Santana de Parnaíba e outros Municípios também possuem pacientes no Hospital.

Atualmente 71% dos recursos são decorrentes do convênio com a Prefeitura de Jundiaí e 16% do Ministério da Saúde, para serviços de internações, partos, cirurgias eletivas e atendimentos nos prontos-socorros. Praticamente 95% do atendimento é destinado à população do Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo o diretor administrativo do HU, Asimar Cardoso, “todos os avanços são atribuídos a um bom trabalho em equipe entre o Hospital, a Faculdade de Medicina de Jundiaí e a Prefeitura”.

O HU é referência para atendimentos de urgência e emergência nas áreas de ginecologia, obstetrícia e pediatria da região.