Cidade digital trará agilidade e economia

A Prefeitura de Jundiaí dará início, em junho, a mais uma iniciativa inovadora no projeto Cidade Digital, com foco na melhoria da eficiência dos processos internos e na agilidade do prazo de resposta para o contribuinte. Trata-se da fase inicial de implantação do Sistema Eletrônico de Informações (SEI), um software que já é utilizado pelo governo federal e por outros entes públicos para tramitar os processos pelo meio eletrônico.

A meta, no médio prazo, é eliminar a tramitação de documentos em papel e usar somente o meio eletrônico, garantindo mais agilidade e transparência nos processos. “Com o novo sistema vamos economizar dinheiro ao deixar de utilizar papéis, teremos transparência com a visualização concomitante de processos independentemente da carga e segurança jurídica porque elimina o risco de extravio de documentos”, destaca o prefeito Luiz Fernando Machado.

Nesta primeira etapa terão tramitação exclusivamente digital os processos relacionados ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas do Estado, iniciados em 2019 e de multas do transporte coletivo. “Iniciamos por esses processos porque eles são segmentados mais facilmente. Esses pilotos foram apresentados para todos os gestores municipais com o objetivo de levar essa inovação para dentro da cada área do governo municipal”, explica o diretor-presidente da Companhia de Informática de Jundiaí (Cijun), Amauri Marquezi. A Cijun será responsável pelo treinamento dos servidores da PMJ e pela manutenção do SEI.

Numa segunda etapa, a tramitação digital passará a valer para os processos de compras nas modalidades mais simples como a Compra Direta e o Convite, ambos realizados pela Unidade de Gestão de Administração e Gestão de Pessoas (UGAGP). “Esses processos são em grande número e o processo em papel tramita internamente por cerca de três a quatro semanas para ficar pronto para a licitação. Nossa meta é reduzir esse tempo para no máximo uma semana ao usar o sistema 100% eletrônico e agilizar as compras governamentais”, afirma a gestora Simone Zanotello.

Com mais agilidade nos trâmites internos, a expectativa da Administração é de que esse ganho reflita diretamente nos serviços prestados à população. “Ao modernizar a gestão, algo que estamos fazendo desde 2017, nossa meta principal é que, ao tornar o governo cada vez mais digital, isso reduza o tempo resposta para o contribuinte. Agilizar os serviços e ainda economizar recursos são ações essenciais para que a Prefeitura possa aumentar a qualidade dos serviços prestados à população, um dos principais compromissos do plano de governo do prefeito Luiz Fernando”, ressalta o gestor de Governo e Finanças, José Antonio Parimoschi.

Na última segunda-feira (13), durante a reunião de Plataformas da prefeitura, o sistema foi apresentado pela Cijun a gestores municipais. A fase de treinamento dos servidores será realizada entre os dias 20 e 31 de maio.