Diretor do Santa Elisa explica processo de recuperação

A informação publicada pelo “Jornal da Região” nesta segunda-feira, dando conta do processo de recuperação judicial do hospital Santa Elisa, pegou muita gente de surpresa. Com 50 anos de serviços médicos prestados, a instituição é uma das mais tradicionais de Jundiaí e é reconhecida não só pelos seus serviços médicos como também pela relação transparente com funcionários e fornecedores.

“Na verdade, o que temos feito nesse momento é investido de maneira intensa no aprimoramento do Santa Elisa”, explica Augusto Rosa, diretor do hospital. Segundo ele, o processo de recuperação judicial é uma prática até certo ponto comum para as empresas se manterem saudáveis economicamente. “Faz parte da lógica financeira. Posso assegurar que não haverá nenhum problema em nosso fluxo de caixa e que, na verdade, estamos nos preparando para nos tornarmos uma importante referência no tratamento de alta complexidade”, afirmou.

O diretor deu como exemplo a inauguração do serviço de Hemodinâmica, ocorrida na última quinta-feira. “Foi um grande investimento do Santa Elisa, feito com recursos próprios. Somos uma das poucas instituições da região a oferecer a Hemodinâmica e não vamos parar por aí. Temos muito mais novidades para apresentar ao longo de 2019, quando, inclusive completamos 50 anos de existência”, completou.