Educação: equipe discute inclusão de alunos com deficiência

As formas de lidar com crianças portadoras de deficiência intelectual em sala de aula foram tema de treinamento ministrado nesta quarta-feira (08) a mais de 200 profissionais de apoio da rede municipal de ensino. O evento, realizado no auditório Elis Regina, no Complexo Argos, foi promovido pela Unidade de Gestão de Educação (UGE) e reuniu cerca de 30 professoras de Atendimento Educacional Especializado (AEE), 145 estagiárias e 37 cuidadoras. Este é segundo treinamento do gênero ministrado este ano. O primeiro, realizado em fevereiro, foi voltado aos estagiários da rede.

Segundo Karina Verardo, diretora do Departamento de Educação Inclusiva (DEIN), o treinamento ensina procedimentos para que os profissionais atendam a qualquer aluno em situações especiais. “Um dos focos do programa Escola Inovadora é a inclusão, e nós vemos, a cada dia, a necessidade ainda maior de dar uma boa formação aos profissionais da rede”, afirmou.

A psicopedagoga Maria Aparecida Ferreira e a pedagoga Valdirene Adami estiveram à frente do treinamento. Ambas são da APAE Jundiaí, que atua com a Prefeitura na capacitação de profissionais e atendimento aos alunos, segundo Vasti Ferrari Marques, gestora da UGE. “A APAE é uma das grandes parceiras da UGE e muito experiente na área de atendimento a crianças com deficiência intelectual”, afirma Vasti.

Katia Regina Deghi, estagiária na Emeb Pedro de Oliveira, conta que na sala de aula onde atua há um aluno com Transtorno do Espectro Autista (TEA). “O treinamento está sendo ótimo, porque é muito gratificante conhecer melhor o mundo deles. Somente dessa forma poderemos ser agentes de mudança”, afirmou. “Hoje quero, mais do que nunca, me especializar em psicopedagogia”. Jundiaí conta atualmente com 740 alunos com deficiência matriculados na rede municipal, sendo 174 portadores de TEA.