DIG esclarece furtos de celulares

Os policiais civis da equipe “Apolo 4” da Delegacia de Investigações Gerais de Jundiaí (DIG) receberam informações sobre furtos recorrentes de aparelhos celulares de alto valor que estariam ocorrendo no centro de distribuição de uma empresa de logística na cidade.

Diante disso foram iniciados procedimentos de investigação na tentativa de identificar o esquema criminoso e reprimir a prática dos crimes, sendo que os policiais civis da DIG conseguiram, em parceria com a empresa, identificar através de imagens do circuito interno, movimentação atípica por parte de alguns funcionários.

Os policiais conseguiram deter um funcionário da empresa, que foi preso em flagrante delito na posse de um celular avaliado em aproximadamente R$ 2.000 reais, sendo que este de imediato confessou sua participação.

Ele ainda informou aos policiais civis que teria deixado outros telefones com um menor, que seria seu amigo, pelo bairro do Varjão.

Os investigadores foram até o local indicado e recuperaram mais 2 aparelhos e detiveram o menor envolvido.

No prosseguimento das diligencias, foi identificada a namorada do preso, também menor de idade, que estaria com outro celular subtraído.

Outro preso

Durante as investigações outro funcionário foi detido na empresa suspeito de estar na posse de 39 aparelhos celulares. Durante as buscas na sua residência não foram localizados os aparelhos e o mesmo continua sendo investigado pelos policias da DIG.

Informações obtidas pelos policias civis indicam ao menos a subtração de 78 aparelhos de telefones celulares com preços que variam de R$ 2 mil a R$ 8 mil.

As investigações da Delegacia de Investigações Gerais prosseguem na busca por outros envolvidos e novas prisões poderão ocorrer em breve.

Quem compra celular roubado também vai para a Cadeia. Denúncias de vendedores de aparelhos furtados podem ser feitas no 181.