Suspeito de crime em ponto da Unip diz que é a vítima

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí identificou, nesta terça-feira (23), o autor da morte de Mário Cézar Patelli, de 31 anos, no ponto de ônibus da Faculdade UNIP, na região da Vila Hortolândia, no último sábado (20), à noite.

O principal suspeito se apresentou com seus advogados na Polícia Civil e deu a versão de que ele é a vítima no caso, porque Mário teria tentado roubar o seu telefone celular e usou uma faca que tinha para se defender.

Os policiais Gigio, Mário e Vanessa conseguiram localizar a faca utilizada no crime na casa do ‘autor’. Ela foi apreendida e anexada ao processo de investigação.

O policial Gigio disse que na versão apresentada pelo autor, ele estava na frente do condomínio ao lado da UNIP esperando pela esposa sair do trabalho, quando teria sido rendido por Mário Cézar Patelli.

A história ficou bastante confusa, contou o policial Gigio ao “Jornal da Região”.

Alguns pontos precisam ser esclarecidos, como que arma Mário estaria usando para abordagem, onde está o telefone celular dele e o que ele estava fazendo naquela região do ponto de ônibus.

As investigações do caso prosseguem. Mas já se sabe que as imagens das câmeras de um condomínio ajudaram bastante a identificar o principal suspeito, que até então ninguém sabia quem era.

Imagem de câmera registrou autor dos golpes de faca momentos antes da morte de Mário Cézar