DIG tem imagem de suspeito de latrocínio em ponto da UNIP

Os policiais Gigio, Vanessa e Mário, da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Jundiaí já possuem um suspeito para o latrocínio contra o autônomo Mário César Patelli, de 31 anos.

Na noite do último sábado (20), Mário Patelli esperava pelo ônibus em frente da Faculdade Unip, quando foi atingido por uma facada no abdome. O assaltante levou o telefone celular e dinheiro da vítima.

Por meio de câmeras de monitoramento da região os policiais encontraram o principal suspeito. Os policiais informaram ao “Jornal da Região” que é questão de horas para prender o criminoso.

Quem tiver informações sobre o homem da foto pode ligar no telefone do Disque Denúncia, o 181; no telefone 190 da Polícia Militar ou no 153 da Guarda Municipal.

A vítima chegou a receber atendimento de um enfermeiro que passou pelo local logo após o crime.

O leitor do “JR”, Henrique Rodrigues Silva, conta que à princípio notou ferimento profundo no braço  Depois viu a perfuração no abdome e com início de parada. Enquanto sua esposa ligava para a PM e Resgate, ele iniciou manobras de RCP (Reanimação Cárdio Pulmonar).

O enfermeiro relatou a policiais que tentou estancar o ferimento, mas os órgãos internos da vítima foram atingidos e estavam expostos.

A esposa de outro homem que tentou ajudar a vítima disse ao “JR” que o marido chegou em casa “em estado de choque”.

Duas equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) da Prefeitura de Jundiaí foram destacadas para o local, sendo uma delas a equipe médica com Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O médico do SAMU fez os procedimentos possíveis para tentar salvar a vítima, que perdeu bastante sangue, mas constatou o óbito.

A Polícia Civil iniciou as investigações minutos após o crime.

Graças ao sistema de monitoramento de câmeras de condomínios foi possível identificar o suspeito.

Os policiais da DIG pedem para quem reconhecer o autor para ligar no telefone do Disque Denúncia dando o máximo de informações.

O corpo de Mário César Patelli (foto) foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Jundiaí e liberado para sepultamento na cidade de Itupeva, onde ele residia, no bairro Pacaembu.