Distribuidoras de gás serão fiscalizadas pelo CEREST

Todos os dias entregadores de gás que fazem o Jardim Samambaia, em Jundiaí, passam com som alto nos seus ‘caminhões’. Além de incomodar os moradores, os próprios condutores dos veículos dizem que não possuem controle de volume nos veículos e, “receberam ordem dos patrões” de que é para passar na região, de segunda a sábado.

O Centro de Referência e Saúde do Trabalhador (Cerest), órgão ligado à Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), informa que foi feito levantamento, no início deste ano, de todos os 48 estabelecimentos que comercializam GLP em Jundiaí e fazem uso de dispositivo sonoro. Foi identificado que as grandes empresas fazem uso do aparato.

O trabalho do CEREST resultou na elaboração de um Projeto de Educação em Saúde Auditiva do Trabalhador do comércio de GLP. Todos serão notificados a comparecer ao Cerest para a continuidade da ação, que demandará a educação sobre os riscos, a aferição dos equipamentos usados e os corretos níveis de ruído permitidos.

Segundo o órgão de fiscalização da Prefeitura de Jundiaí haverá fiscalização nas empresas, para garantir a qualidade de vida dos trabalhadores. Enquanto isso, a Fiscalização do Comércio também tem feito acompanhamento da realização das vendas dentro das normas legais.