Grupo quer tirar presidente do Sindicato dos Servidores

Um grupo de servidores públicos da Prefeitura de Jundiaí iniciou um abaixo-assinado que busca 2 mil nomes, para tentar iniciar um processo de “impeachment” para retirada do presidente do Sindicato da categoria, Márcio Cardona.

O grupo começou a coletar assinaturas no Paço Municipal na última terça-feira (09).

Segundo o vice-presidente do SINDSERJUN, André Aparecido Cazella, o presidente, Márcio Cardona, cometeu diversas irregularidades, tais como:
– Não registrar ata de assembleia e substituí-la por outra ata redigida por ele;
– Não submeter as contas do Sindicato ao Conselho Fiscal;
– Mau uso do dinheiro do sindicato;
– Não realizar a previsão orçamentária para o ano de 2019.

O diretor Hélio Gabriel ressalta a necessidade da participação de todos os servidores sindicalizados, não apenas no abaixo assinado, mas também na assembleia que será realizada dia 20 de maio.

“Nos últimos 14 meses tentamos o diálogo mas o presidente preferiu expulsar os diretores eleitos com ele e se “encastelar” no Sindicato. Ele age como um tirano”, disse Hélio Gabriel.

Outro lado

O presidente do Sindicato, Márcio Cardona, informa que o Conselho Fiscal vem acompanhando tudo da administração da instituição.