Vereadores rejeitam mudanças na “Lei do Silêncio”

Os vereadores da Câmara Municipal de Jundiaí rejeitaram, na sessão de terça-feira, dia 09, projeto de lei do vereador Paulo Sérgio Martins, que regulava a fiscalização do som alto. Pelo projeto de lei os fiscais da Prefeitura teriam condições de aplicar multas e acionar a Guarda Municipal para apreensão dos equipamentos geradores de barulho.

O delegado Paulo Sérgio disse que “estranhou” a decisão da maioria. Só ele, Gustavo Martinelli e Leandro Palmarini é que votaram a favor da lei.

Paulo Sérgio explicou no plenário que a lei foi elaborada em conjunto com a Fiscalização de Finanças da Prefeitura e passou pelas consultorias do Legislativo, tendo sido considerada apta para votação pelo Jurídico da Câmara Municipal.

O vereador Romildo Antônio da Silva disse que a lei era um “X-Tudo”, com muitos detalhes técnicos.

Paulo Sérgio disse que fez um projeto para “ajudar a sociedade” e não entendeu os motivos da rejeição pelos companheiros.