UPA de Cabreúva terá câmeras. Menos no ‘repouso’ dos médicos

O prefeito de Cabreúva, Henrique Martin, mandou instalar câmeras de monitoramento em toda Unidade de Pronto Atendimento (UPA-24 Horas) do Jacaré. A sua apresentação das instalações ganhou repercussão nas redes sociais, porque médicos foram contra a instalação de câmeras no setor de repouso deles. Ele mandou retirar a câmera do setor de repouso, mas dos corredores ficarão ativas.

Segundo o prefeito, a sua intenção com a instalação de câmeras de monitoramento em toda a UPA, é garantir o bom atendimento à população e a segurança de todos. Ele disse que vinha recebendo reclamações dos munícipes de que alguns médicos ficavam dormindo no horário de trabalho, enquanto pacientes ficavam nos corredores, esperando horas.

O prefeito explicou que o serviço é terceirizado pela Prefeitura, mas quem é cobrado pela população é ele.

Henrique Martin disse que os médicos têm os seus direitos e eles serão respeitados, conforme a legislação.

“Não serão permitidos abusos, o paciente não pode ficar esperando horas e sofrendo na sala de espera por um atendimento,”, completou a nota da prefeitura de Cabreúva.

A nota diz ainda que através de diálogo com a empresa responsável pelos médicos, ficou acordado que a câmera interna (do conforto) será retirada, mas todas as outras dos corredores vão continuar, inclusive a que controlará a entrada e saída do setor de repouso.