Leitora reclama da falta de medicamentos em Várzea

A leitora Débora Köhler enviou reclamação sobre a falta de medicamentos para pressão alta em Várzea Paulista. Ela conta que há três meses tenta retirar os medicamentos de que precisa no posto de saúde Marajó, que atende Vila Popular, Marajó, Bertioga, mas é informada que não há nenhum dos medicamentos de que ela precisa.

Os medicamentos seriam o Hudroclorotiazida e Anlodipina. O marido dela faz uso ainda do Sinvastatina para colesterol, além do Amibuptilina e ela relata que também não consegue retirar pois não tem.

As receitas que ela possui estão quase vencendo, será preciso ir novamente ao médico para renovar as receitas e ela não consegue.

Em nota, a Prefeitura de Várzea respondeu que a moradora deve registrar sua reclamação na Ouvidoria da Saúde, que fica no prédio do Facilita, na rua João Povoá, 97, ao lado da sede na Unidade de Saúde, das 9h às 14h, de segunda a sexta-feira.

Falta de médicos
Já a leitora Rosicler Matos reclama da falta de ginecologista na UBS do Jardim Bertioga. Ela conta que desde agosto do ano passado a unidade não conta com essa especialidade. No início de fevereiro ela esteve na UBS e foi informada de que não há previsão de médico para atender as pacientes da unidade.

Em nota, a prefeitura respondeu que a reclamação deve ser feita na ouvidoria mas não informou sobre a contratação ou transferência de profissionais para a UBS para atender a demanda.