Ocorrências caem 6% com ações do Centro Seguro

O programa “Centro Seguro”, da Guarda Municipal de Jundiaí, já apresenta dados positivos. A iniciativa, implementada em março do ano passado para aproximar a população e os comerciantes da Corporação, resultou na queda de 6,38% no número de ocorrências criminais na região (furto e roubo, entre outros), segundo balanço da GMJ. Nesta segunda-feira (04), para marcar o lançamento oficial do programa, foram entregues aos agentes de segurança o novo uniforme com padrão internacional e a viatura exclusiva para ronda no Centro.

Além da redução da criminalidade, o balanço revela um aumento de 26% no número de atendimentos não criminais (sociais), que vem sendo intensificado. O comandante da Corporação, Benedito Marcos Moreno, explica que o programa traz uma abordagem “técnico-humana” para o Centro. “O cidadão é visto no contexto geral, como ele interage no meio e as dinâmicas que são produzidas.

A população menos assistida recebe os encaminhamentos necessários. O trabalho também leva em consideração a questão da vulnerabilidade”, aponta.

De acordo com a GMJ, o número total de atendimentos aumentou em 11%. “A presença constante dos guardas na região central não só aumenta a sensação de segurança para comerciantes, moradores e consumidores, mas também inibe a atuação de criminosos”, destaca o GM Claudio Ribeiro da Matta, coordenador do programa. Os guardas contam com a ajuda de oito câmeras, monitoradas em tempo real dentro do ônibus do programa, que garante mais agilidade e eficácia no atendimento das ocorrências.

 

O novo uniforme tem cor azul mais escura e com uma faixa quadriculada em preto e branco na altura do ombro. “A vestimenta proporciona uma melhor identificação do nosso agente por parte da população. É comum, em situações de risco, a pessoa ficar nervosa na hora de procurar por ajuda. Como o fluxo de pessoas na região é alto, o uniforme vai facilitar para a vítima identificar o guarda”, destaca o gestor de Segurança Municipal e Proteção ao Cidadão, Paulo Giacomelli Stel (Jacó).

O gestor acrescenta que a ideia é expandir a iniciativa para outras regiões. “Queremos contemplar outros bairros que têm bastante comércios, como, por exemplo, Vila Arens, Ponte São João e Eloy Chaves, entre outros. Dar segurança para os jundiaienses e impedir que a criminalidade seja prejudicial também ao comércio está entre as determinações passadas à Guarda pelo prefeito Luiz Fernando Machado”, completa.