PM apreende armas após sequestro

Policiais militares do 11° Batalhão apreenderam várias armas em Cabreúva, ao atenderem ocorrência em que mulher foi sequestrada. O dono da casa onde ela mora e alguns amigos levaram a mulher de dentro de sua casa, para cobrar aluguel atrasado e foi agredida e ameaçada.

A Polícia Militar recebeu pelo COPOM denúncia de ocorrência de Sequestro/ cárcere privado, cujo solicitante informava que seis pessoas, sendo quatro homens e duas mulheres, ocupando uma van escolar, haviam sequestrado sua mãe e a levado à força em direção ao Bairro Bananal.

As equipes se dirigiram ao local, onde localizaram a vítima caminhando a pé em retorno à sua residência. Ela relatou que os agressores, que são proprietários do imóvel onde reside, como inquilina, haviam invadido sua residência no momento em que dormia.

O grupo passou a agredir seu filho com socos e chutes, o qual conseguiu se livrar dos agressores correndo para um matagal. Em seguida os agressores, que portavam facas, forçaram-na a entrar na van, e a levaram até o bairro Bananal, que segundo sua versão diziam que só iriam soltá-la após localizarem seu filho.

O motivo das agressões eram porque além de estar com o aluguel atrasado o filho teria também espalhado injúrias contra um dos agressores. Depois de certo tempo acabaram por libertá-la.

As vítimas indicaram a residência dos agressores, onde as equipes diligenciaram e localizaram quatro pessoas acusadas pelas vítimas como sendo autores.

Ao serem questionadas, as partes confirmaram os relatos das vítimas, negando apenas as agressões. Contudo, uma das vítimas apresentava inúmeras lesões no rosto, nariz, olho e cabeça.

Ao serem realizados maiores questionamentos a um dos supostos agressores, afirmou que mantinha armas em sua casa por questões de segurança, apontando o local onde eram guardadas.

Nas buscas foram localizadas sob o colchão de uma cama, duas armas de fogo calibres 32 e 36, das quais uma se encontrava com numeração suprimida, além de munições calibre 44, 32 e 36 intáctas, além de cartuchos deflagrados cal. 38.

Diante dos fatos os autores receberam voz de prisão e foram conduzidos ao 1*DP de Cabreúva, onde o autor E.S. 48 anos, que já possuí condenação por homicídio, foi autuado em flagrante por posse ilegal de armas de fogo e munições, sendo recolhido ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista. Ele  foi indiciado ainda por agressão, ameaça e constrangimento ilegal, juntamente com os demais envolvidos.

Atenderam a ocorrência o sargento Delgemo, soldados Roque e Cleverson, mais a equioe com o cabo Rony e soldado Pietro.