Saúde de Jundiaí consegue mais recursos

A Prefeitura de Jundiaí recebeu, no último dia 31 de dezembro, um repasse de R$ 1,5 milhão do Ministério da Saúde que será utilizado na compra de equipamentos para a UTI Neonatal do Hospital Universitário. Com o investimento, a expectativa é de que ainda este ano seja dobrado o número de leitos disponíveis, de 10 para 20, uma importante conquista para a cidade e região. “Para se ter uma ideia da magnitude disso, o hospital da Unicamp tem hoje 15 leitos”, comenta o gestor de Promoção da Saúde, Tiago Texera.

A lista de equipamentos que serão adquiridos inclui 11 berços aquecidos para recém-nascidos, 18 incubadoras neonatais, um ultrassom diagnóstico para exames avançados, uma central de monitoração para UTI, 11 ventiladores pulmonares, um radiômetro, um cardioversor, 12 monitores multiparâmetros, estetoscópios e uma incubadora para o transporte neonatal, entre outros. “É uma grande notícia para a Região porque o principal déficit de saúde em todo o Estado é de leitos de UTI e Jundiaí está avançando na direção oposta, ampliando a sua capacidade de atendimento”, destaca Texera.

O gestor explica que, com o dinheiro depositado no Fundo Municipal de Saúde, será firmado um convênio entre a Prefeitura e o HU e, posteriormente, será feita a licitação para compra dos equipamentos. “Esperamos que no máximo no segundo semestre todo o processo seja finalizado. A partir daí, iniciaremos a habilitação dos novos leitos junto ao Ministério da Saúde”, acrescenta Texera. No ano passado, foram investidos R$ 719 mil no espaço da UTI Neonatal para preparar o local para a ampliação dos leitos.

Parte do custeio desses leitos será do Ministério da Saúde e outra parte da Prefeitura. No entanto, somente a partir da habilitação será possível saber quanto de recurso será empregado para manter os novos leitos em funcionamento. Texera ressalta que os recursos foram destinados para o HU porque o hospital já é habilitado pelo MS e por se tratar de uma unidade de alta complexidade materno infantil.

Samu

Outra boa notícia é a conquista de mais uma ambulância para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O Município conta com 5 veículos, conforme parâmetro do Ministério para cidades com 400 mil habitantes. Deste total, 4 atuam para suporte básico e uma para suporte avançado, que possui UTI. “No ano passado, trocamos 3 das ambulâncias de suporte básico e agora faremos a troca da que ficou faltando. Com o tempo, a frota envelhece e é importante utilizar ambulâncias novas”, pontua.