Identificado morador de rua que morreu em hospital

Um trabalho da equipe de assistentes sociais da Prefeitura de Várzea Paulista permitiu identificar o morador de rua que morreu no Hospital São Vicente de Paulo, em Jundiaí. Ele é o Francisco Coelho Braz, de 51 anos, natural da cidade de Crateus, no Ceará.

Uma assistente social vem fotografando os moradores de rua, durante a distribuição de marmitex. Com a informação publicada pelo “Jornal da Região” da morte de Francisco – que estava até então como indigente -, ele poderá ter sepultamento digno nesta sexta-feira (28), caso não apareça nenhum parente para reivindicar o corpo para enterro na cidade natal.

Francisco deu entrada no Hospital de Várzea Paulista no dia 13 de dezembro com ferimentos pelo corpo. Ele foi transferido para o Hospital São Vicente de Paulo. Mas não resistiu e morreu. Estava como desconhecido até a localização de sua ficha cadastral pelas impressões digitais no banco de dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado.

Francisco é filho de Antônia Coelho Lima e Francisco Braz de Araujo, naturais de Crateus, no Ceará.

A equipe de assistentes sociais de Várzea Paulista pretende velar o corpo nesta sexta-feira, no Cemitério do Montenegro, para dar um sepultamento digno.

O IML ainda aguarda algum familiar. O órgão fica na rua Nelson Vilaça, junto ao Cemitério Nossa Senhora do Montenegro, no Jardim do Lago, em Jundiaí.