Centro Seguro amplia o seu atendimento de utilidade pública

Perder um documento é uma experiência que aborrece, causa transtornos para tirar a segunda via, registrar boletim de ocorrência quando se trata de um caso de furto/roubo. Sendo assim, a Guarda de Jundiaí (GMJ) – numa iniciativa das equipes que integram o Projeto Centro Seguro, coordenado pelo GM Cláudio Ribeiro da Matta – realiza mais um trabalho de utilidade pública: o recebimento de documentos perdidos.

Para isso, a base móvel da GMJ instalada na praça Governador Pedro de Toledo – a praça da Matriz – torna-se um posto para a entrega de documentos: os achados e perdidos. “A proposta surgiu com as pessoas passando pela Base Centro Seguro, questionando junto aos guardas municipais sobre a entrega de documentos perdidos. Como muitas vezes a perda ocorre nas proximidades, ou seja, na área central, o nosso empenho é para intermediar e facilitar a recuperação de documentos, sendo uma solução para quem perdeu e uma boa ação para quem achou.

Estando com a Guarda Municipal de Jundiaí garante a segurança: mais um serviço de utilidade pública que vem ganhando repercussão. Os documentos entregues na base móvel ficam guardados durante uma semana, e depois são encaminhados à agência dos Correios”, informa o GM Da Matta.

Ele completa: “o Sistema Único de Segurança pública – SUSP, aprovado pelo Governo Federal, reforça sobre os serviços prestados aos munícipes sendo de ordem policial, também com a participação social nas questões de segurança pública. Dessa forma, a Guarda Municipal de Jundiaí segue a determinação do Ministério da Justiça no auxílio ao cidadão em toda sua amplitude.”

Primeiros resultados
A Base Centro Seguro está integrada ao contexto da região, onde se tornou um ponto de convergência para todo tipo de demanda, registrando uma grande circulação diária de pessoas, inclusive para visitar o equipamento especializado da Guarda Municipal de Jundiaí. “Um registro bem atual – caso raro – é de um cidadão que chegou com uma Carteira de Habilitação contendo certa quantia em dinheiro e nos entregou porque tinha a certeza de que de alguma forma retornaria para a pessoa que havia perdido. De posse do dinheiro e dos dados pessoais divulguei um tipo de informação bem sucinta, com toda a cautela, nas redes sociais; um guarda que mora em Louveira conseguiu contato com a pessoa que veio receber os seus pertences: bastante aliviada e muito agradecida.

Desde o início dos trabalhos, centenas de documentos já foram recebidos na Base Centro Seguro. Para que seja feita a entrega do documento perdido à pessoa correta, os guardas seguem alguns procedimentos de identificação previamente definidos.