34% das vítimas fatais no trânsito de Jundiaí são de jovens

Segundo dados do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito (Infosiga), 18 jovens entre 0 e 29 anos morreram em acidentes de trânsito em Jundiaí, considerando vias municipais e rodovias, entre janeiro e setembro deste ano. O número representa 34% do total de 53 vítimas fatais no período. Das 18 mortes, 14 foram registradas em acidentes envolvendo motociclistas, três com automóveis e um pedestre.

Para o diretor do Departamento de Trânsito da Unidade de Gestão de Mobilidade e Transporte, Wlamir Lopes da Costa, o alto índice de mortes de jovens no trânsito está ligado à imprudência. “Além do desrespeito às leis de trânsito, nota-se que há um grande número de motociclistas jovens não habilitados nas ruas e isso é um agravante também. Por isso, temos realizado operações de fiscalização (blitz) em parceria com a Polícia Militar, a fim de coibir essa prática e reduzir o número de mortes” destaca.

No mesmo período de 2017, foram registradas 14 mortes nessa faixa etária em decorrência de acidentes de trânsito, segundo o Infosiga. Desse número, cinco ocorreram em acidentes com moto, três com automóveis, dois com bicicletas, dois pedestres, um caminhão e um não identificado.

O índice registrado em Jundiaí é um pouco superior ao do Estado de São Paulo, que é de 31% das mortes no trânsito com vítimas entre 0 e 29 anos. De janeiro a setembro, considerando todos os municípios paulistas, morreram 1.392 pessoas nessa faixa etária, dentro de um total de 4.490 vítimas fatais.