Pacientes reclamam de demora na Sobam

Vários leitores do “Jornal da Região” enviaram reclamações do atendimento médico na Sobam, em Jundiaí, na noite desta terça-feira, dia 4. A leitora Ale chegou às 21h20 e disse que esperava havia uma hora e nada de ser chamada. “Está péssimo”, comentou.

A leitora Samanta Camargo disse que chegou às 21h28 e também não foi chamada. Ela comentou que caiu a qualidade e a sala de espera estava cheia, com um médico chamando apenas.

Outra leitora disse que a qualidade de atendimento está deixando a desejar, depois que a Amil assumiu o hospital.

Recentemente um jornalista também reclamou porque a Sobam-Amil não tinha neurologista disponível para atendimento de um idoso doente.

Esclarecimento
O Hospital Pitangueiras informa que registrou um incremento atípico de 25% no volume de atendimentos em seu pronto-socorro na noite de 4/12. O Hospital reforça que conta com sistema de classificação de risco realizado na entrada do paciente na unidade, no qual os casos críticos são atendidos com prioridade, e que o tempo de permanência no hospital também pode ser prolongado por necessidade de exames e procedimentos complementares. Adicionalmente, informa que realizou contato com a paciente citada para esclarecimentos.
Hospital Pitangueiras