Medicina de Jundiaí é uma das mais concorridas do País

Foram 4.301 (quatro mil, trezentos e um) candidatos para 120 (cento e vinte) vagas, que representa 35,84 candidatos por vaga. O Vestibular 2019 da Faculdade de Medicina de Jundiaí será realizado em uma única fase. A prova de conhecimentos específicos será no dia 01 de dezembro de manhã e a conhecimentos gerais no mesmo dia no período da tarde. Os candidatos farão prova nas cidades de Jundiaí ou São Paulo. Os locais serão divulgados pela VUNESP.

A prova de conhecimentos gerais são questões objetivas sob forma de teste de múltipla escolha, distribuídas pelas disciplinas. Já a prova de conhecimento específico são questões dissertativas e redação, ambas com duração de 4 horas.

A instituição tem alcançado excelência nos resultados das últimas avaliações externas e também em função da nota do ENADE. Além disso, pelo quinto ano consecutivo a Faculdade esta entre as escolas médicas paulistas com melhor desempenho no Exame do CREMESP 2018. “É um trabalho em equipe, um conjunto de pessoas que colaboraram para formação destes médicos: corpo docente altamente qualificado, funcionários eficientes, serviços de apoio (hospitais, ambulatórios e unidades de gestão da Prefeitura Municipal de Jundiaí), alunos dedicados ao estudo e uma infraestrutura adequada. Investimos no futuro e queremos formar bons profissionais com qualidade para atuar em qualquer lugar do mundo. Conhecemos cada um e trabalhamos valores humanos e individuais”, comenta diretor da instituição, Edmir Américo Lourenço.

O curso de medicina será integral com duração de 6 anos. A Faculdade de Medicina de Jundiaí foi criada em 1968 e seu primeiro diretor foi o Dr. Jayme Rodrigues, cidadão jundiaiense e cirurgião conceituado, que recebeu a colaboração da Prefeitura e dos muitos amigos da cidade e da Faculdade de Medicina da USP para iniciar os trabalhos de formação médica. Hoje a FMJ já graduou mais de 2600 médicos, conta com uma infraestrutura excelente e laboratórios bem equipados.