Após investimentos, aeroporto de Jundiaí deve operar 24h

O financiamento aprovado pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para os cinco aeroportos da concessionaria Voa São Paulo terá a maior parte dos recursos aplicada em Jundiaí, já com as primeiras obras previstas para serem iniciadas no mês de novembro. O aeroporto Comandante Rolim Adolfo Amaro vai ganhar uma torre e um centro integrado de monitoramento dos demais terminais administrados pela concessionária. O projeto também inclui recapeamento de pistas, reconstrução de cercas e reforma do terminal de passageiros.

A informação foi compartilhada com o prefeito Luiz Fernando Machado pelo presidente da Voa SP, Marcel Gomes Moure, durante reunião no Paço Municipal, nesta sexta-feira (09). A partir dos investimentos, a expectativa é de que o aeroporto de Jundiaí passe a operar 24h, em meados de 2019.

“Nós iniciaremos esse processo por Jundiaí e, certamente, não só o aeroporto como também todo o Município ganhará muito com esses investimentos. Queremos que o aeroporto se integre à sociedade”, destacou Marcel. “Essa ponte da Prefeitura com a iniciativa privada é fundamental. Todo aeroporto é um vetor de desenvolvimento, que descomplica a comunicação entre as pessoas, os negócios e atrai novos investidores”, considerou.

O financiamento aprovado pelo BNDES é na ordem de R$ 19 milhões. A primeira parcela de R$ 5 milhões já foi liberada para investir principalmente da infraestrutura dos cinco aeroportos (Jundiaí, Campinas, Bragança Paulista, Itanhaém e Ubatuba) administrados pela concessionária.

Na oportunidade, o prefeito Luiz Fernando garantiu que o projeto de oferecer um curso técnico de manutenção de aeronaves em Jundiaí é um dos temas que ele pretende dar andamento com João Doria tão logo o mandato do governador eleito seja iniciado. “É de extrema importância nos anteciparmos às demandas e capacitarmos a mão de obra local para gerar novas alternativas de emprego e renda para as pessoas da cidade”, disse ele.

Ferráspari
A agenda com o executivo da Voa SP foi organizada a partir o projeto “Café da Manhã com o Prefeito”, criado nesta gestão como forma de aproximar o poder público da iniciativa privada com vistas à atração de novos investimentos produtivos para Jundiaí. O encontro também teve as presenças dos diretores da empresa Ferráspari, Marcelo Campos e Vanderlei Menin. “Estamos atentos às tendências do mercado para manter a marca forte”, contou Marcelo, diretor comercial da Ferráspari. A empresa foi criada em 1935 na cidade de Jundiaí.